O LEITE MATERNO É O

MELHOR ALIMENTO PARA O BEBÊ

Com composição adequada de nutrientes, componentes para a defesa do organismo, proteção contra doenças crônicas e hormônios, o leite materno é fonte de saúde.

Recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS)

O bebê deve fazer aleitamento materno exclusivo até 6 meses de idade, sem necessidade de receber nenhum outro alimento complementar ou bebida. A partir dos 6 meses, deve receber alimentos complementares (sopas, papas) e manter o aleitamento materno. As crianças devem continuar a ser amamentadas, pelo menos, até completarem os 2 anos de idade.

O QUE É NECESSÁRIO PARA AMAMENTAR

Mãe do bebê Amamentação

Hormônios da amamentação:

  • Prolactina: responsável pela produção do leite

  • Ocitocina: responsável pela "descida" do leite

Pega correta:

  • A maior parte da aréola deve ficar na boca do bebê, não apenas o mamilo

  • Boca aberta como "boquinha de peixe", com lábios virados para fora

  • Nariz não encosta no seio e respira livremente

  • Bochecha enche quando suga o leite

  • Queixo encostado no seio

  • Barriga e tronco do bebê voltados para a mãe

AS FASES DO LEITE

Segure o bebê
  • O leite do início da mamada, o chamado leite anterior, pelo seu alto teor de água, tem aspecto semelhante ao da água de coco. É muito rico em anticorpos.

  • O leite do meio da mamada tende a ter uma coloração branca opaca devido ao aumento da concentração de caseína.

  • O leite do final da mamada, o chamado leite posterior, é mais amarelado devido à presença de betacaroteno e contém mais gorduras, com maior valor calórico.

CONTRA-INDICAÇÕES AO ALEITAMENTO MATERNO

  • Mães infectadas pelo HIV;

  • Uso de medicamentos incompatíveis com a amamentação, por exemplo os anti-neoplásicos e radio fármacos.

  • Criança portadora de galactosemia.

 

SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DO ALEITAMENTO

  • Mães com varicela

  • Infecção herpética na mama

  • Doença de Chagas na fase aguda

  • Abscesso mamário

  • Drogas de Abuso