TETRALOGIA DE FALLOT

Cardiologia Infantil

Cardiopatia Congênita

Na circulação normal, o sangue chega ao átrio direito do coração através das veias cavas (superior e inferior), passando para o ventrículo direito pela valva tricúspide e é bombeado até os pulmões através da artéria pulmonar. Depois de oxigenado, o sangue volta ao átrio esquerdo do coração através das veias pulmonares, passando para ventrículo esquerdo pela valva mitral, sendo bombeado para todo corpo pela aorta.

anatomia-coracao.jpg

A Tetralogia de Fallot é uma cardiopatia congênita grave constituída basicamente de 4 achados:

  • estenose pulmonar (válvula pulmonar ausente; nenhuma conexão entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar)

  • Comunicação Interventricular grande (abertura entre os ventrículos direito e esquerdo)

  • dextroposição ou cavalgamento da aorta (se move para o lado direito do coração)

  • hipertrofia do ventrículo direito (ventrículo anormalmente aumentado na tentativa de compensar a obstrução pulmonar)

 

Logo após o nascimento, o bebê apresenta o principal sintoma: cianose (coloração azulada da pele), embora, ocasionalmente, essa condição se torne aparente apenas em uma idade mais avançada.

 

Diagnostico é feito pela anamnese, quadro clínico e exames complementares como ecocardiograma. O tratamento é cirúrgico, normalmente feito nos primeiros 6 meses de vida. Os pacientes não operados podem evoluir com muitas complicações.